Top 5PreçoMudança
Flop 5PreçoMudança
CFAC455-7,14%
PALC1 000-4,76%
BOAB3 500-2,64%
ECOC3 000-2,44%
SMBC4 400-2,22%
Atividades de mercado
Valor das transações1 076 479 000 FCFA
Capitalização de ações4 610 775 063 702 FCFA
Capitalização das obrigações3 743 430 263 473 FCFA
BRVM-10150,17-0,03%
BRVM-C155,02-0,12%

Como investir na BRVM ?

Para investir na BRVM devem ser cumpridas algumas regras simples :

  • Contactar um intermediário habilitado (SGI, SGO, SGP, SG OPCVM, etc.);
  • Abrir uma conta de valores mobiliários;
  • Escolher o modo de gestão da sua carteira;
  • Conhecer as regras básicas;
  • Acompanhar as notícias sobre o mercado de capitais;
  • Invistir na bolsa dinheiro que você não precisa todos os dias;
  • Diversificar a sua carteira sem se dispersar;
  • Não investir além dos seus meios;
  • Aceitar, por vezes, as mais-valias latentes da sua carteira.

Contactar um intermediários habilitado

Contactar um intermediários habilitado
A função de intermediário financeiro habilitado é regulada no mercado de capitais regional da União Económica e Monetária Oeste-Africana. Trata-se da SGI, SGO, SGS, SG OICVM. No entanto, apenas as Sociedades de Gestão e Intermediação (SGI) estão habilitadas negociar os valores mobiliários cotados na BRVM.

A escolha dum intermediário habilitado é baseada em vários fatores: a gama de serviços financeiros propostos, a proximidade com o seu gestor de conta ou gestor da carteira, a importância das informações fornecidas, tais como análises periódicas (diária, semanal , mensal e semestral), as publicações regulares sobre as empresas cotadas, o acesso à carteira e as taxas de manutenção ou gestão de conta.

Abertura de conta de títulos e numerário

A abertura duma conta é feita juunto de intermediários habilitados. Esta abertura de conta é materializada pela assinatura dum acordo e um formulário de abertura de conta.

Você deve estar ciente das condições tarifárias aplicadas.

Cada intermediário tem a liberdade de fixar as suas tarifas, mas as tarifas são homologadas pelo Conselho Regional de Poupança Pública e Mercados Financeiros (CREPMF), autoridade de tutela do mercado

Para cada transação, o intermediário do mercado de capitais envia uma “nota de execução", um documento que comprova a execução adequada da ordem. Ela indica o número de títulos comprados ou vendidos, o preço ao qual a ordem foi executada, as taxas de corretagem do intermediário do mercado de capitais, as comissões sobre as transações no mercado de capitais para a BRVM e o Depositário Central/Banco de liquidação (DC/BR), as taxas e o montante líquido da transação.

A BRVM opera num mercado de dinheiro numerário: o comprador deverá ter dinheiro numerário antes de efetuar uma venda e o vendedor deverá ter os títulos antes de efetuar a venda.

Uma extrato trimestral que demostra uma avaliação da carteira, o saldo de dinheiro numerário disponível e um estado de fluxos financeiros – títulos e dinheiro numerário - da conta é fornecida ao investidor.

No final do ano, o intermediário do mercado de capitais fornece a pedido do investidor, para a sua declaração fiscal, detalhes sobre os dividendos recebidos e os ganhos de capital de cessão realizados.