Top 5PreçoMudança
FTSC1 9955,56%
ABJC1 3004,00%
BOAC7 1002,82%
UNXC5401,89%
SPHC2 2351,59%
Flop 5PreçoMudança
CABC1 020-7,27%
TTLC1 580-7,06%
PRSC2 225-2,41%
SIBC5 300-1,85%
SLBC86 000-1,15%
Atividades de mercado
Valor das transações460 958 670 FCFA
Capitalização de ações7 894 078 707 616 FCFA
Capitalização das obrigações10 289 488 759 195 FCFA
BRVM-C212,19-0,18%
BRVM-30106,73-0,18%
BRVM-PRES99,36-0,55%

WACMIC

Conselho Oeste-Africano de Integração dos Mercados de Capitais (WACMIC)

O Conselho Oeste-Africano de Integração dos Mercados de Capitais - em inglês West African Capital Markets Integration Council (WACMIC) - foi criado a 18 de janeiro de 2013 no âmbito da integração dos mercados de capitais da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO). O principal objetivo do Conselho é criar um ambiente regulamentar harmonizado para a emissão e negociação de valores mobiliários na região. O WACMIC é composto por comissões de valores mobiliários e bolsas de valores da UEMOA, do Ghana, da Nigéria, da Serra Leoa e de Cabo Verde.

O Conselho está encerregue de conceber o quadro estratégico e gerir a implementação do processo que facilitará a criação dum mercado de capitais integrado na África Ocidental.

Os trabalhos realizados sob a égide do WACMIC deverão culminar numa integração dos mercados financeiros em (03) fases principais:

  • 1ª fase : Acesso patrocinado para os corretores (sociedades de bolsa) ;
  • 2ª fase : Licença única para os corretores qualificados para intervir em toda a CEDEAO ;
  • 3ª fase : Criação duma plataforma comum de cotação a nível regional.

1ª fase  - Acesso patrocinado

Com base nos acordos concluídos, os corretores nos países membros da CEDEAO podem negociar títulos em mercados além dos seus próprios mercados, através de corretores locais em outras jurisdições.

2ª fase – Passaporte comum

Os corretores qualificados que recebem um passaporte comum serão mutuamente reconhecidos pelas bolsas de valores, pelas Comissões de Valores Mobiliários e pelos depositários centrais. Portanto, estes corretores oeste-africanos qualificados (QWAB - Qualified West African Broker) poderão participar diretamente nos mercados de valores mobiliários de outros países da CEDEAO sem concluir uma parceria com um corretor local.

3ª fase – Mercado de capitais oeste-africano totalmente integrado

Nesta fase, todas as bolsas membros do WACMIC serão conetadas a um mercado de valores mobiliários virtual oeste-africano - em inglês West African Single Market (WASM) - e os QWAB terão acesso a títulos cotados, bem como a informações sobre o mercado para lhes permitir efetuar transações na região. Os emissores também poderão capitalizar-se em toda a região.

A 1ª fase – acesso patrocinado – teve início a 1 de abril de 2015 e as primeiras transações foram realizadas a 15 de julho de 2015.